Loading...

Endometriose trata-se de uma alteração no funcionamento do organismo onde as células do endométrio, tecido que reveste o útero, não são expulsas durante a menstruação e se movimentam no sentido contrário, caindo nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a se multiplicar.

Esse acúmulo de células sofre as mesmas alterações pela influência hormonal durante o ciclo feminino, logo no período menstrual ele também sangra dentro do abdome, o que provoca cólicas menstruais, dores durante as relações sexuais e dificuldade para engravidar. Os órgãos abdominais na presença do sangue tendem a inflamar e a grudar uns nos outros, causando as chamadas aderências, que alteram a anatomia da pelve feminina, impedindo o bom funcionamento das trompas.

O que causa a endometriose

Não se sabe ao certo o que causa a endometriose, mas pesquisadores explicam que a doença pode ter causas como fatores genéticos, problemas imunológicos, descontrole hormonal e problemas com o fluxo durante o período menstrual.

Principais tipos de endometriose

Os diferentes tipos de endometriose consistem na localização do tecido:


Endometriose intestinal

Acontece quando o tecido endometrial cresce na superfície ou dentro dos intestinos. Em casos raros a endometriose intestinal faz parte da endometriose retovaginal, que atinge a vagina e reto.

A maior parte das mulheres que apresentam esse quadro, também tem endometriose em locais da pelve como ovários e bexiga.

Endometriose Superficial

É o tipo mais comum de endometriose, e acontece quando os tecidos endometriais se desenvolvem no peritônio, membrana que recobre as vísceras e parede abdominal. Pode ser muito dolorosa e causa lesões ativas ou cicatriciais.

Endometriose Profunda

É quando as células endometriais se infiltram pelo peritônio em 5 milímetros. É o tipo mais grave da doença e seus sintomas são mais agressivos com maior dificuldade de tratamento.

Endometriose no ovário

É a forma menos dolorosa da doença, a endometriose no ovário pode ser de forma superficial ou causar cistos de endometriose ovariana.

Endometriose na parede

Considerada a forma mais rara da doença, acontece quando o endométrio está acoplado a parede abdominal. Pode causar mudanças na coloração da pele.

Endometriose pulmonar

Também considerada uma forma rara da doença, principalmente por estar fora da pelve feminina, a endometriose pulmonar ocorre quando as células endometriais se infiltram no pulmão. O principal sintoma desse caso são tosses com secreção serosanguinolenta durante o período menstrual

Quais são os sintomas da doença

Embora cada corpo reaja as doenças de formas diferentes, os principais sintomas da endometriose são:

  • Dor em forma de cólica durante o período menstrual que pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Dor para urinar;
  • Dor abdominal;
  • Distensão abdominal;
  • Massa abdominal palpável;
  • Fadiga;
  • Diarreia;
  • Dificuldade de engravidar. A infertilidade está presente em cerca de 40% das mulheres com endometriose.

Como é feito o diagnostico

Quando há suspeita de endometriose, o diagnostico poderá ser confirmado através de exames como: exame ginecológico, exame físico, ultrassonografia endovaginal, dosagem de marcadores e outros exames de laboratório. Em alguns casos como suspeita de endometriose profunda, o ginecologista poderá pedir ressonância magnética ou colonoscopia.

Tratamento para endometriose

A endometriose não tem cura e é uma condição crônica, que dura toda vida e costuma parar de demonstrar sintomas após o início da menopausa, quando há uma queda nos hormônios que estão ligados ao endométrio.

Todavia, não é normal que a mulher sinta cólicas fortes, portanto ela deve procurar um médico ginecologista, para que ele possa fazer o diagnostico correto. Dependendo da gravidade dos sintomas, a mulher deve considerar o uso de anticoncepcionais para suspender a menstruação e evitar as dores da endometriose, sempre avaliando com cuidado os efeitos colaterais causados pelo uso desse tipo de medicação.

Quando há a endometriose profunda, principalmente quando os sintomas estão impedindo que a mulher siga suas atividades diárias em decorrência da dor e sintomas extremos é recomendado que a mulher passe por procedimentos cirúrgicos, onde será feita uma raspagem do endométrio.

Um dos procedimentos cirúrgicos para tratar a endometriose é a videolaparoscopia, que permite a biopsia das lesões para a conclusão, ajuda na remoção dos tecidos endometriais, facilita a gravidez espontânea ou por tratamento e auxilia na diminuição da dor.

Vale ressaltar que embora a endometriose não seja uma doença grave, ela pode causar óbitos, devido a problemas que podem surgir com a doença, como a sepse por obstrução dos rins e do intestino.

Se você se identificou com esse artigo e apresenta algum sintoma de endometriose, clique em “Agende a sua consulta!” converse com um de nossos especialistas.

AGENDE SUA CONSULTA
Icone do pesquisa satisfação
Icone do whatsapp